A Habilidade Sócio-Emocional da Perspectiva de Tomar

O aprendizado sócio-emocional mostra o verdadeiro poder de permanência em nossas escolas e salas de aula, e habilidades sócio-emocionais podem ser ensinadas. Uma habilidade social-emocional essencial é a tomada de perspectiva social, a capacidade de fazer sentido dos pensamentos e sentimentos dos outros.

Estas são as mensagens simples do artigo do Dr. Hunter Gehlbach, “Aprendendo a Andar nos Sapatos dos Outros”, recentemente publicado em Phi Delta Kappan e perfilado no Memo Marshall. No artigo, o Professor Gehlbach (Universidade da Califórnia, Santa Bárbara e Diretor de Pesquisa da Panorama Education) traça três prioridades acionáveis para ensinar aos estudantes a habilidade emocional social de perspectiva social.

“Neste momento, o conceito de aprendizagem social-emocional está gerando uma tremenda energia e entusiasmo entre muitos líderes escolares”, observa Hunter Gehlbach. Os educadores já viram que às vezes o zumbido acompanha uma moda. Mas não é para isso que estamos olhando com a aprendizagem sócio-emocional. Em vez disso, “Ao contrário de uma série de outros movimentos de reforma que têm vindo e ido, SEL mostra um verdadeiro poder de permanência”

O aprendizado sócio-emocional é um termo que se refere a uma gama complexa de habilidades, disposições e atitudes. A partir de sua pesquisa e leitura da literatura, Hunter encontra uma habilidade no cerne da aprendizagem sócio-emocional: a tomada de perspectiva social. A boa notícia para os educadores é que esta habilidade emocional social central é ensinável. “Aprendendo a Andar nos Sapatos do Outro” estabelece prioridades e exemplos para ensinar e praticar a perspectiva social tomando em sala de aula.

“Quando nos aprofundamos no núcleo do que nos torna animais sociais, encontramos uma capacidade humana específica – a capacidade de discernir os pensamentos e sentimentos de outras pessoas – que é inteiramente ensinável.”

Bringing a Core Social Emotional Skill into the Classroom

Antes de ser professor e diretor de pesquisa no Panorama, Hunter ensinou estudos sociais. Combinando sua perspectiva de pesquisa com sua prática em sala de aula, ele sugere três prioridades para o ensino de perspectiva social tomando:

#1 – Pergunte por Perspectivas Múltiplas

Faça disso uma nova norma social em sua escola ou sala de aula para ler e explorar regularmente as perspectivas dos outros durante as discussões em sala de aula. Trabalhe com os alunos para apresentar o “outro lado” de uma questão e para reafirmar os pontos uns dos outros antes de responder a eles.

#2 – Encoraje os alunos a serem detectives sociais, não juízes

Pode ser fácil fazer julgamentos, mas podemos ensinar os alunos a adiar o julgamento dos outros e, em vez disso, investigar as razões para as posições ou acções dos outros. No artigo completo, o Hunter fornece avisos simples que os professores podem usar com os alunos na sala de aula.

#3 – Fornecer Oportunidades de Feedback à medida que os alunos aprendem a ler as perspectivas dos outros

Com exercícios simples de previsão, podemos pedir aos alunos que pratiquem tomar a perspectiva de um colega de classe, e depois verificar o quão bem eles se saíram. Hunter aconselha: “É extremamente importante colocar os jovens em situações em que não há problema em cometer erros e receber feedback que de outra forma poderiam ser elusivos”

Ler todo o artigo de Phi Delta Kappan, e seguir-nos no Twitter @PanoramaEd.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.